Acho que muitos cristãos não conseguem perceber o quão sinistra e perigosa é a incredulidade. Muitos crentes fariseus empinam os seus narizes religiosos e desprezam os pecadores, principalmente aqueles que cometem aqueles pecados mais visíveis. Eles os criticam profundamente, sem perceber que a incredulidade que abrigam em seus corações e que, em alguns casos, é consagrada em suas doutrinas, é mais perversa aos olhos de Deus do que os pecados que estão condenando. Jesus repreendeu Seus discípulos por descrença mais do que qualquer outra coisa. A razão pela qual a incredulidade é tão perigosa é que, além de ser um pecado em si, ela também pode ser uma porta de entrada para outros tipos de pecados. Sabemos que a fé é a moeda do reino de Deus, e que sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11: 6).

No entanto, acho que muitas pessoas têm uma falta de entendimento básico no que diz respeito a fé. Eles oram e buscam ter mais e mais fé, mas se eu lhe disser que você já tem fé o suficiente? E que o problema não é você ter pouca fé; o problema é você ter muita incredulidade!

Em Marcos 9:24, um homem disse a Jesus: “Eu creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade!” (NIV). Observe que ele não pediu a Jesus que lhe desse mais fé. Na realidade, ele disse: “Eu creio”. Este homem reconheceu que o seu problema não era ter pouca fé, mas sim, muita incredulidade! Fé e incredulidade podem estar presentes ao mesmo tempo. A fé tem o potencial de mover montanhas, mas a incredulidade anulará todo o poder da fé.

Deixe-me explicar melhor: Quando minha esposa estava no Seminário, ela tinha um carro a diesel. Um dia ela emprestou o seu carro a um amigo, e esse amigo, como cortesia no caminho de volta para devolver o carro, decidiu reabastecer o carro repondo o combustível que havia usado. Ele entrou no posto de gasolina, abriu a tampa do tanque e começou a abastecê-lo, mas com GASOLINA! Como ele não percebeu a mensagem de alerta em vermelho e em negrito no tanque que dizia “ABASTECER SOMENTE COM DIESEL”, eu nunca vou saber, mas uma coisa é certa; seu pequeno erro ficou caro para nós e foi devastador para o veículo.

Após a adição da gasolina, o veículo não funcionou mais. Não porque houvesse muito pouco diesel no tanque, o problema foi a injeção de uma substância incompatível com o design do veículo. É exatamente desta maneira que a incredulidade funciona! O diabo quer injetar descrença em nossos espíritos, porque ele sabe que isso nos vai fazer parar de vez.

Vamos considerar o contexto do versículo em que Jesus falou sobre a fé que move montanhas. Esta passagem é encontrada em Mateus 17: 14–21. Um certo homem com um filho possuído por demônios havia pedido ajuda aos discípulos de Jesus, mas quando eles não puderam expulsar os espíritos malignos, perguntaram a Jesus por que tinham sido tão malsucedidos. E Jesus respondeu: “Por causa da vossa incredulidade”. Esta é uma explicação muito clara e precisa que Jesus reiterou dizendo: “Se vocês tiverem fé do tamanho de um grão de mostarda, poderão dizer a este monte: ‘Vá daqui para lá’, e ele irá. Nada lhes será impossível.”

Até agora, tudo isso parece bem claro. Porém, a simplicidade e a clareza dessa declaração são muitas vezes ofuscadas por confusão devido as próximas palavras que Jesus falou: “Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.” (v. 21). Quase parece que Jesus se contradiz. Quando perguntado por que os discípulos não haviam conseguido expulsar os demônios, Ele disse que era por causa da incredulidade.

Entretanto, agora ele parece estar dizendo que é porque eles não haviam jejuado e orado o suficiente. Qual destes dois motivos seria a razão então? Na realidade, esta confusão somente acontece quando deixamos de perceber a moral da história.

À primeira vista, pode parecer que o demônio seja o foco desta história, mas se examinarmos mais detalhadamente perceberemos que o verdadeiro antagonista nessa história não é o demônio, mas o espírito de incredulidade! Os discípulos estavam preocupados com o demônio dentro do menino, mas Jesus estava preocupado com a incredulidade dentro de seus discípulos. A pergunta dos discípulos era sobre expulsar demônios, mas a resposta de Jesus era sobre expulsar a incredulidade. Jesus sabia que, uma vez que eles lançassem fora toda a descrença, expulsar os demônios seria moleza!

Às vezes temos que fazer longas orações e jejuar por muitos dias antes de obtermos a vitória, mas não obtemos resposta porque nossas petições obrigam Deus a fazer alguma coisa; e não é porque finalmente fizemos por merecer, ao creditarmos nossa “conta bancária espiritual” com “horas de crédito” de oração. Na realidade, muito jejum e oração podem ser sim necessários e úteis para nos ajudar a obter vitória sobre nossa própria obstinada carne, e expulsar o espírito de incredulidade que impede o poder de Deus de fluir através de nós. É esse tipo de incredulidade que sai apenas “com oração e jejum”. Também vale a pena mencionar que alguns manuscritos não contêm a declaração sobre oração e jejum, razão pela qual muitas traduções da Bíblia a deixaram completamente de fora. Seja como for, a fé é a chave para uma oração poderosa, e este é o ponto que Jesus quis fazer nesta história.

Em Mateus 9:25, quando a filha de Jairo morreu, Jesus teve que enviar todos para fora da sala antes que ele pudesse ressuscitá-la dentre os mortos. Por que ele não permitiu que todos aqueles céticos desdenhosos vissem o milagre com seus próprios olhos? Porque Ele teve que expulsar a incredulidade. Pedro fez a mesma coisa em Atos 9:40: “Pedro mandou que todos saíssem do quarto; depois, ajoelhou-se e orou. Voltando-se para a mulher morta, disse: “Tabita, levante-se”. Ela abriu os olhos e, vendo Pedro, sentou-se.” Jesus ensinou aos discípulos uma lição importante: lance fora o espírito de incredulidade, e nada será capaz de lhe resistir. Demônios, morte e até as montanhas mais formidáveis obedecerão ao seu comando!

Compartilhe conosco o que Deus falou com você!

Esperamos que esta série de devocionais sobre fé seja uma bênção na sua vida. Gostaríamos muito de ouvir qualquer testemunho que você possa ter. Para fazer isso basta nos enviar uma mensagem!

Ainda não recebe este estudo DIRETAMENTE no seu celular? Envie a palavra DEVOCIONAL para o número 41 9 9758-4850 que vamos adicionar você à nossa lista de transmissão.

PARA RECEBER OS ÁUDIOS: Inscreva-se em nosso canal do YOUTUBE e ative as notificações

FONTE: O conteúdo desta devocional foi extraído do livro do evangelista Daniel Kolenda, “Viva Antes que Você Morra”. Este livro descreve uma abordagem direta de como você pode reconhecer a vontade de Deus para a sua vida.

Deixe uma resposta